domingo, 30 de setembro de 2012

O Canário Timbrado Espanhol


Timbrado espanhol  com poupa


Timbrado Espanhol Verde ( existem outras cores de verde )

Timbrado Espanhol Escuro ( existem outras variedades dentro desta cor )

Ao começar a escrever qualquer coisa sobre o canário Timbrado Espanhol procurei primeiro na minha cada vez mais vasta "enciclopédia" algumas ajudas. A primeira coisa que pude constatar é que pouco encontrei sobre o canário em si mas muita escrita há sobre o seu canto. Outra coisa não podia deixar de ser tratando-se de um canário de canto. A sua forma, o seu tamanho, não são importantes comparados com a beleza dos sons que saem do seu pequeno bico.
A sua criação é feita em  Espanha desde perto de 1700, sendo reconhecida oficialmente há três ou quatro décadas. Trata-se de uma raça que tem vindo a ser seleccionada continuamente pelos criadores espanhóis, num trabalho cuidadoso e paciente.
Este canário descende directamente do canário silvestre trazido das ilhas Canárias, sendo uma raça robusta e de fácil adaptação. Em Espanha as fêmeas são mesmo usadas para a criação de Giboso Espanhol devido a serem muito cuidadosas com os filhos. O Timbrado Espanhol é fácil de reproduzir.
A sua dimensão é a do canário comum, cerca de 14cm , e a coloração da sua plumagem é geralmente verde ou de manchas amarelo-verde.
O seu canto é alegre, forte e bem sonoro tem os seus admiradores que muito o apreciam. Tratando-se de raças de canto e, visto que o canto também se aprende, há toda a conveniência em só seleccionar os melhores dos melhores dado que os canários medianos podem facilmente estragar os bons.
O criador deve ter um bom ouvido porque a perfeição do canto é tão elevada que há quem indique que há pelo menos dois timbrados diferentes e quem distinga canários de várias origens em Espanha. Há como que uma luta entre o passado (clássico) e aqueles que aceitam a evolução. A luta é de tal forma que se o Timbrado se apercebe-se deixaria de cantar tenho a certeza.