segunda-feira, 16 de julho de 2012

Constituição da colónia



Esta é sem dúvida alguma, a etapa crucial de todo o processo podendo representar o sucesso ou o completo fracasso. Não basta gostar. É preciso humildade e contar com a participação efectiva de algum criador recomendado ou pelo menos idóneo e conhecedor.

A escolha dos reprodutores não é tarefa fácil mesmo quando se tem possibilidade financeira.

Os criadores, via de regra, não cedem seus melhores pássaros mesmo a "peso de ouro". É mais fácil conseguir um bom exemplar por amizade do que por outro método.

Associar-se a um clube ornitológico e solicitar a ajuda do director técnico pode ser um bom princípio.

Quando da aquisição dos pássaros dirija-se pessoalmente ao criador acompanhado de um "expert" evitando, sempre que possível, comprar pássaros por telefone. Evidentemente, existem situações que não permitem esta conduta, como no caso de criadores que residem em zonas distantes dos principais centros. Neste caso dirija-se sempre a um criador recomendado para fazer a encomenda.

Ao escolher os exemplares é importante observar os seguintes itens.

Condições higiénicas do canaril;

Estado de saúde da colónia, como um todo;

Média de problemas durante a estação de cria;

Média de filhotes obtidas pelo criador;

Vivacidade do exemplar a ser adquirido (pássaros quietos, embolados denotam problemas);

Conferir os dados do anel, principalmente do ano de criação (melhor, do ano anterior);

Pegar o pássaro na mão e verificar seu estado de saúde (cor da barriga ou ventre, presença de cistos de plumagem, sentir seu peso e mobilidade);

Observar o forro da gaiola e verificar a consistência das fezes (se diarreica ou normais);

Levar os pássaros ao ouvido e tentar detectar se está chiando (os acometidos de ácaros e outros problemas respiratórios geralmente chiam);

Observar quanto a existência de trocas de penas.