sábado, 7 de dezembro de 2013

O que é Germinação?


Chamamos de germinação ao início do pocesso de brotação da semente onde, sob condições adequadas, uma nova pls para continuar o seu desenvolvimento.
No início do processo de germinação todos os recurso da semente são concentrados no broto que se forma, de modo a gerar uma nova vida forte e resistente. Neste exato momento, a semente germinada concentrará todos os nutrientes, transformando-se em uma das melhores fontes de alimento disponíveis na natureza.

Vantagens dos Brotos Germinados


As sementes germinadas são macias, altamente digestíveis, palatáveis e muito nutritivas.

São especiais para os filhotes de nossos pássaros que, assim que separados dos pais têm dificuldade de quebrar as sementes, com cascas bem mais duras.
São tenras, fazendo com que os filhotes se alimentem mais e iniciem mais cedo a ingestão de sementes, essenciais ao seu pleno desenvolvimento. Tornam-se independentes mais cedo, reduzindo o índice de mortes após a separação dos pais.
Apresentam alta digestibilidade, sendo muito ricas em vitaminas, carboidratos e proteínas. Quando germinadas por período um pouco maior são importante fonte de alimento verde, com suas vitaminas e carotenóides, que podem ajudar na formação de algumas variedades de lipocromo.
São muito palatáveis e atrativas para os pássaros, aumentando o apetite, melhorando a diversidade de sua alimentação, proporcionando desta forma mais saúde para o plantel.
Com a germinação das sementes há uma multiplicação de quantidade de alimentos oferecidos, reduzindo-se assim seu custo. Por exemplo, 100 gr de semente podem se transformar em alguns dias em 200 gr ou mais de alimento de excelente qualidade a ser oferecido ao pássaro.
Um grande número de criadores utiliza grãos germinados para alimentar seus pássaros. Alguns reputam as sementes germinadas tão importantes quanto as rações (farinhadas) durante a criação.

Que sementes germinar


As sementes mais utilizadas para germinação são:

Níger, Nabão, Grãos de trigo, Colza e Perila.
Outras sementes podem ser tentadas e a germinação vai depender do estado do grão, bem como das condições climáticas do ambiente de germinação.
As sementes devem ser germinadas separadamente, não sendo recomendado germinar uma mistura, visto que os tempos de germinação variam de semente a semente.
As sementes antes do processo de germinação têm as seguintes composições:

Semente----Proteína---Carboidratos---Lipídeos


Nabão--------20,7%---------5,7%-------40,2%

Colza---------19,6%--------18,0%-------45,0%
Níger---------23,0%--------17,0%-------40,0%
Perila---------22,6%--------10,6%-------43,2%

Durante a germinação, as sementes se utilizam dos lipídeos disponíveis, transformando-os em energia para gerar o broto, concentrando proteína.


Como germinar as sementes


Provocar a germinação das sementes é muito fácil. Basta deixá-las de molho pelas primeiras 24 horas e depois mantê-las úmidas até que germinem, o que dependendo do tipo de semente pode variar de 48 a 72 horas.

No primeiro estágio, durante as primeiras 24 horas é importante manter as sementes em imersão em água limpa, acrescida de um anti-fúngico, trocando-se a água algumas vezes ao longo do dia (pelo menos três vezes), para eliminar riscos de fungos ou fermentação das sementes.
Após esta etapa, devemos lavar rigorosamente as sementes para eliminar os resíduos do produto adicionado à água, e deixá-las em repouso sobre uma peneira coberta por um pano molhado, de modo a manter a umidade ao longo do dia. Estas sementes deverão ser molhadas algumas vezes de modo que fiquem sempre úmidas.
A partir daí basta manter a umidade e aguardar que as sementes germinem, quando aparecem pequenos brotos. Quando os brotos atingirem o ponto desejado, novamente após vigorosa lavagem com água limpa, deverão ser servidas aos pássaros.
Dependendo da semente e da temperatura do ambiente, este tempo pode variar um pouco. Quanto mais tempo de germinação, mais matéria verde se obtém e menor o teor de proteína da semente germinada. A decisão de quando as sementes devem ser servidas aos pássaros depende do criador e deve ser tomada em função das necessidades de alimentação do plantel e da aceitação pelos canários.

Riscos da germinação


A germinação se não tratada adequadamente, apresenta riscos de contaminação por fungos e de fermentação das sementes, conforme comentado acima, altamente prejudicial aos pássaros.

A água utilizada na primeira etapa do processo deverá ser trocada pelo menos três vezes durante o dia, e deverá conter um anti-fúngico.
(Cloro, Água Sanitária doméstica, Virkon, Kilol, Milton, etc...)
Com isso praticamente se eliminará a possibilidade de formação de fungos, mantendo as sementes saudáveis.
O rigor da lavagem é MUITO IMPORTANTE em todas as etapas do processo de modo a reduzir os riscos e garantir a qualidade das sementes germinadas.

Conclusão


A inclusão de sementes germinadas na criação de canários diversifica a alimentação e melhora os resultados quantitativos da criação. Diminui mortes prematuras de filhotes após a separação dos pais, contribui para a formação de filhotes mais fortes, reduz o custo final de alimentação e proporciona mais saúde ao plantel.anta será formada.
Todas as sementes em bom estado podem ser germinadas, desde que submetidas a condições adequadas de temperatura e umidade. As condições para a germinação variam de semente a semente.
Na germinação a semente independe de nutrientes externos e se utilizará de seus próprios recursos para formar uma nova planta. A partir desse ponto a raiz formada vai buscar recursos externo